Economia linear vs economia circular

Você alguma vez, já pensou no quanto os recursos naturais podem simplesmente, desaparecer da face da terra? 

Não é preciso irmos muito longe para verificarmos que, de fato, não se trata de uma hipótese “impossível” de acontecer, ou até mesmo “exagerada”.

Há poucos anos, no estado de São Paulo, por exemplo, tivemos um exemplo claro de que, se não mudarmos a forma de lidar com nossos recursos naturais e com o nosso meio ambiente, corremos o risco de ficarmos sem nada.

O exemplo em questão se trata da chamada crise hídrica, onde houve um longo racionamento de água, o que na época, gerou uma série de debates em torno do tema.

Tal fato está intimamente ligado ao modelo de economia linear. Conforme muito bem define o portal eCycle:

A economia linear é uma forma de organização da sociedade baseada na extração crescente de recursos naturais, em que os produtos feitos a partir desses recursos são utilizados até serem descartados como resíduos. Nessa forma de economia, a maximização do valor dos produtos se dá pela maior quantidade de extração e produção.”

Fonte: ecycle

Se pensarmos que o uso indiscriminado de recursos hídricos, somado à seca da época, devido a falta de chuvas, criou um verdadeiro colapso na vida das pessoas, veremos o quanto o modelo linear econômico é preocupante. 

E isso pode se repetir, não somente em relação a água, mas estendendo-se aos diversos outros recursos.

Por outro lado, temos uma alternativa ao modelo linear, capaz de trazer ganhos ao meio ambiente e para toda sociedade em geral: o conceito de economia circular

Vamos entender melhor em detalhes, o quanto o modelo de economia linear é nocivo e como a economia circular promove inegáveis benefícios, capaz até mesmo de redefinir hábitos e com isso, trazer ganhos a todos nós? Então continue conosco e acompanhe a seguir! 

Economia linear: entendendo melhor o conceito

Você sabia que a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública (Abrelpe) indica que há cerca de três mil lixões no país? 

Isso significa que nossa visão de mundo em relação ao lixo e descarte de resíduos, precisa mudar. 

O descarte incorreto dos resíduos no meio ambiente é notório, e o resultado alarmante disso também. Poluição dos rios, contaminação, mudanças climáticas, escassez de chuva, entre tantos outros efeitos negativos em nosso planeta, tem origem nesse modelo degradante da chamada economia linear.

Se não repensarmos esse modelo econômico social de “fazer, usar e jogar fora”, pode ser que muito em breve, não se tenha mais de onde extrair matérias primas e recursos.

O modelo linear nos traz uma série de desvantagens, das quais podemos destacar:

  • Os resíduos estão fadados a percorrer uma via de mão única, ou seja, eles não retornam, tampouco se reciclam. Mais do que isso, não há um reaproveitamento assertivo,  onde o resíduo volta a ser empregado em cadeia de valor igual ou superior ao produto original, como bem define uma matéria do portal Ideia Circular (Fonte: ideiacircular);
  • Incerteza sobre a disponibilidade de recursos para a manutenção do sistema, ou seja, há a limitação do suprimento para o modelo linear;
  • Preços mais elevados das matérias-primas;
  • Uso de materiais críticos, ou seja, as empresas são dependentes das flutuações nos preços dos materiais, o que via de regra, significa produtos mais caros e menor poder competitivo;
  • Escassez de matéria-prima;
  • Impacto generalizado sobre os preços devido escassez de matéria-prima;
  • Diversos danos aos ecossistemas;
  • Produtos com vida útil reduzida, dentre demais fatores. 

Em suma: a economia linear gera resíduos de forma desajustada, sobrecarregando os ecossistemas. Neste sentido, mudar nossos hábitos em relação ao que fazemos com esses resíduos, é o ponto de partida para uma alternativa que, ao contrário do modelo linear, é inovadora e regenerativa: e economia circular. 

Economia circular: mudança de hábito e de atitude traz recompensas ao ser humano 

A economia circular é uma possiblidade para mudarmos agora, o nosso futuro, dos nossos filhos, netos, etc. 

Como bem exemplifica o portal eCycle:

“… economia circular visa “projetar” os resíduos. O desperdício não existe – os produtos são projetados e otimizados para um ciclo de desmontagem e reutilização. Esses ciclos rígidos de componentes e produtos definem a economia circular e a diferenciam do descarte e até da reciclagem, onde grandes quantidades de energia e mão-de-obra incorporadas são perdidas. Em segundo lugar, a circularidade introduz uma diferenciação estrita entre componentes consumíveis e duráveis ​​de um produto.”

Em síntese, na economia circular, não somos “consumidores”, somos usuários.  O compre e consuma do modelo linear na economia circular é substituído pelo compartilhamento, locação. Claro, eles ainda são vendidos, mas o foco é que haja o retorno ao sistema e a reutilização do produto e/ou resíduos.

Um claro exemplo do quanto a economia circular é benéfica, tanto na esfera econômica quanto da sociedade e meio ambiente num todo, é o impacto positivo que o projeto so+ma Vantagens tem promovido.

Podemos considerar o projeto como uma verdadeira ferramenta facilitadora do processo de economia circular, capaz de redefinir a noção de lixo e descarte propagada pelo sistema linear.

O projeto implica em incentivar as pessoas a trocar resíduos recicláveis por benefícios para elas mesmas, e assim, disseminar a consciência positiva na sociedade.

Despertar a responsabilidade de cada um diante da escassez ou fim dos recursos do planeta, é essencial. O projeto so+ma Vantagens busca exatamente isso, mostrar que precisamos “fazer a roda girar”, trazendo de voltar os recursos que usamos, para a produção. 

Se a economia linear descarta, joga fora, a economia circular reutiliza, e esse é o mote principal do so+ma Vantagens: as pessoas trazem seus resíduos, somam pontos e trocam por cursos, produtos e novas possiblidades de vida! 

Viu como a economia circular só traz benefícios? Que tal aproveitar e usufruir de uma infinidade de vantagens? 

Conheça de perto o único programa de vantagens para você e para quem se importa com a comunidade, que é totalmente gratuito, sem taxas nem anuidade e que se baseia na mudança de hábitos e de comportamento.

Estamos te esperando, vem somar com a gente! 

Um comentário em “Economia linear vs economia circular”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *